Membros da Marinha de Guerra Angolana partem de Luanda para uma Formação em Segurança Marítima em Portugal

CAP 1

Solicita-se aos órgãos de comunicação social a divulgação e a cobertura da notícia abaixo. Nota de imprensa disponível aqui.

  • 18 membros da Marinha de Guerra Angolana participarão numa formação de 6 semanas em Portugal inserida na Acção Capacitação Técnica no Domínio da Segurança Marítima, dinamizada pela Facilidade de Diálogo União Europeia-Angola.
  • A partida dos militares terá lugar no domingo 18 de Junho às 9 horas no Aeroporto 4 de Fevereiro em Luanda, num evento que contará com a presença de chefias da Marinha de Guerra Angolana e da Marinha Portuguesa, destacando a importância dessa parceria.
  • A formação visa capacitar supervisores e operadores para operações de patrulhamento e fiscalização do tráfego marítimo e será realizada pela Marinha Portuguesa, em Portugal.
  • Esta Acção é fundamental para fortalecer a segurança marítima e a economia de Angola, concorrendo para a protecção do Golfo da Guiné de ameaças como pirataria, roubo armado e pesca ilegal.

No próximo domingo, dia 18 de Junho de 2023, terá lugar a partida dos 18 membros da Marinha de Guerra Angolana que participarão numa formação de 6 semanas em Portugal, inserida no âmbito da Acção Capacitação Técnica no Domínio da Segurança Marítima dinamizada pela Facilidade de Diálogo UE-Angola, um projecto financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento.

A despedida dos formandos será realizada no exterior do Aeroporto 4 de Fevereiro em Luanda, junto às Partidas, às 9 horas. O evento contará com a presença de chefias da Marinha de Guerra Angolana e da Marinha Portuguesa, reforçando a importância e o compromisso das duas instituições neste projecto conjunto.

Este projecto de capacitação em segurança marítima consiste num programa integrado de qualificação de supervisores e operadores de equipas de abordagem e fiscalização da Marinha de Guerra Angolana para operações de patrulhamento e fiscalização do tráfego marítimo na costa angolana, incluindo técnicas de socorrismo e de sobrevivência no mar em casos de naufrágio, acidente marítimo ou afogamento. A capacitação será conduzida em instalações e com meios da Marinha Portuguesa, na Base Naval de Lisboa (Alfeite), em Portugal, de 19 de Junho a 2 de Agosto de 2023.

Uma Acção crucial para fortalecer a segurança marítima e a economia de Angola

A segurança do Golfo da Guiné- uma importante área marítima que se estende por 6.000 km da costa atlântica africana, do Senegal a Angola – está ameaçada pelo aumento da pirataria, roubo armado contra navios, pesca ilegal e outras atividades ilícitas. A Zona Económica Exclusiva (ZEE) angolana, que corresponde a 40% do território total de Angola e tem uma dimensão de 501.050 km2, abriga recursos naturais valiosos que precisam ser protegidos.

Nesse sentido, esta Acção da Facilidade de Diálogo UE-Angola constitui um passo relevante na capacitação técnica da Marinha de Guerra Angolana para exercer a autoridade do Estado no mar, promovendo a segurança marítima e a regulação das atividades económicas nesta parte do território nacional. Para além disso, contribui para a sustentabilidade dos recursos marinhos numa região de grande importância para a União Europeia, que recentemente estabeleceu essa área como Zona Marítima de Interesse no âmbito das Presenças Marítimas Coordenadas, promovendo a cooperação internacional e a parceria no mar.

Detalhes sobre “Capacitação Técnica no Domínio da Segurança Marítima”

O programa de formação é dividido em dois sub-programas: um para qualificação em técnicas de abordagem relacionadas com a segurança; outro para qualificação em técnicas de fiscalização. Ambos os sub-programas incluem formandos com perfil de ‘operador’ ou ‘supervisor’. Os operadores serão treinados para executar tarefas de abordagem ou fiscalização em ambiente de baixo risco, enquanto os supervisores serão qualificados para planejar, coordenar e conduzir ações de treinamento, além de serem capacitados para formar e treinar no futuro operadores de forma autónoma, garantindo assim continuidade dos conhecimentos e competências adquiridas no seio da Marinha de Guerra Angolana.

Tags:

Leia tambem

CAP 1

Evento de assinatura de acordos

O evento de assinatura dos Acordos de Acção entre a Assistência Técnica da Facilidade de Diálogo UE-Angola e os parceiros angolanos e europeus envolvidos nas propostas seleccionadas no 1.º Convite…
18 Membros da Marinha de Guerra Angolana a caminho de Portugal
A Facilidade de Diálogo impulsiona a cooperação com a assinatura de seis acordos entre parceiros angolanos e europeus

Mais lidas